Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
9
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Paulo Fonte

A teoria de Gaspar

No futuro, quando a Teoria de Gaspar – ‘um português não é mais do que um número’ – for ensinada nas escolas, o caso Conceição Bernardes vai constar dos manuais como modelo da doutrina.

Paulo Fonte(paulofonte@cmjornal.pt) 20 de Outubro de 2012 às 01:00

Os professores recordarão a história da directora escolar que, em 2012, puniu da maneira mais cruel uma criança de cinco anos, impedindo-a de almoçar porque os seus pais não pagaram a mensalidade da alimentação. E vão sublinhar ter sido uma decisão baseada na corrente que defendia a supremacia do dinheiro sobre tudo o resto.

Laura Ayres, médica que dedicou uma vida à saúde pública, por certo sentiria uma extrema vergonha com aquilo que aconteceu no agrupamento de escolas que tem o seu nome. Uma directora, forjada na bigorna do livro de movimentos, com as colunas do deve e do haver em evidência, tomou a única decisão que nunca poderia seguir. Castigou uma inocente e humilhou-a: aos olhos das outras crianças, a menina sofreu o correctivo porque se portou mal.

A ‘educadora’ diz que "todos os pais foram informados das medidas que seriam aplicadas caso não regularizassem as dívidas". E assim foi. As contas não foram saldadas e a criança pagou, com juros, para servir de exemplo.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)