Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
2
6 de Janeiro de 2010 às 00:30

Não podemos ficar indiferentes. Governo e aspirantes a sê-lo afiançam-nos que só venceremos a crise aumentando o investimento público – pois bem, nada melhor do que construir um arranha-céus! Já decidimos fazer um aeroporto megalómano, vamos dissipar o dinheiro que não temos num TGV inútil, mas, como diria o construtor das torres a haver, Jorge Coelho, ‘não podemos ficar para trás’. Temos de dar à crise uma réplica subida, hirta e colossal, para provarmos que nada é capaz de lesar a nossa lusa testosterona.

É para isso que serve o investimento público: negócios com o Estado para os amigalhaços lucrarem o que podem.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)