Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
1
1 de Novembro de 2004 às 00:00
SIM
O aborto é um crime. Enquanto assim for, não é possível que qualquer técnico de Saúde deixe de denunciar o facto, sob pena de se tornar cúmplice. Até porque a denúncia neste caso não é um meio de castigar a vítima, é antes uma forma de perseguir quem praticou efectivamente o acto. A denúncia de quem enriquece à custa da desgraça alheia é um dever a que ninguém deve renunciar.
Miguel Alexandre Ganhão - Editor de Economia
NÃO
Sobretudo se as doentes forem menores e atendidas nas urgências por abortos mal feitos. As jovens nessa situação já têm problemas de sobra. Quando chegam aos hospitais precisam de cuidados e de sentir segurança, pois de hostilidade já vêm carregadas. A prioridade de quem lá está devia ser ajudar e encaminhar para planeamento familiar no futuro. Denunciar só fará com quem morram em casa. De medo.
Miguel Martins - Subeditor de Sociedade
Ver comentários