Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Armando Esteves Pereira

Adeus aos juros baixos

Em 2009, a melhor notícia económica para mais de um milhão de famílias portuguesas foi a baixa da prestação mensal do crédito à habitação. Estatísticas do INE ontem divulgadas confirmam que o preço do dinheiro para os empréstimos de compra de casa atingiu o valor mais baixo de sempre no mês passado.

Armando Esteves Pereira(armandoestevespereira@cmjornal.pt) 31 de Dezembro de 2009 às 00:30

Como o saldo médio da dívida hipotecária em Portugal é de 63 828 euros, a poupança mensal desde o início do ano foi de 113 euros, o que corresponde a uma poupança de 30,7% face aos encargos pagos no final de 2008. No caso de uma família com crédito da ordem dos 100 mil euros, o ganho ultrapassou os 200 euros por mês.

Provavelmente o dinheiro tão barato irá acabar em 2010. Não será já no início do ano, mas depois do Verão é natural que o mercado comece a subir o preço do dinheiro. Os bancos comerciais nem esperarão pelo Banco Central Europeu, que subirá os juros quando os sinais de retoma forem mais visíveis nas economias mais poderosas da União Europeia. A subida dos juros para as famílias endividadas será um dos factores mais críticos do ano novo. Este facto, a juntar à continuação da perda de postos de trabalho e ao fim do direito ao subsídio de desemprego de milhares de pessoas que perdem emprego em 2008, perspectiva um 2010 ainda mais preocupante.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)