Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
1
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

João Pereira Coutinho

Adeus, Manuela

Manuela Ferreira Leite chutou as eleições no PSD para 2010. Fez bem. O gesto garante duas coisas, ambas meritórias.

João Pereira Coutinho 25 de Outubro de 2009 às 00:30

Primeiro: relegitimar temporariamente a sua liderança e permitir que Ferreira Leite faça oposição sem o coro grego atrás. A senhora foi a eleições, a senhora que se entenda com o primeiro teste da legislatura: o Orçamento. Votar contra não é crime. À luz da sua campanha, talvez seja um derradeiro gesto de coerência.

Mas eleições em 2010 oferecem igualmente outra benesse: dar tempo aos sucessores, reais ou imaginários, para mostrarem o que valem, caso valham alguma coisa. Com quatro meses pelo meio (no mínimo), Ferreira Leite avisa que não haverá desculpas para que o PSD continue a manobrar na sombra. A despedida de Manuela Ferreira Leite foi inteligente e responsável. Duas virtudes que não abundam no PSD.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)