Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
9
26 de Maio de 2009 às 00:30

SIM

Goste-se ou não de Marinho Pinto, a situação na Ordem – sem orçamento e com contas chumbadas – é insustentável. Os advogados portugueses, e não só os de Lisboa, devem poder pronunciar-se com o seu voto. Se Marinho voltar a ganhar, assunto arrumado.

Ana Luísa Nascimento, Editora Executiva

NÃO

Uma classe que sempre privilegiou a estabilidade das instituições, não pode ser a primeira a querer legitimar "um golpe de Estado" institucional. Quem contesta tem, no próximo acto eleitoral, o fórum próprio para apresentar alternativas.

Miguel Alexandre Ganhão, Editor Executivo

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)