Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
8
1 de Setembro de 2003 às 00:08
Apesar de todas as dúvidas e reservas que determinados métodos e decisões, da defesa, da acusação e até do juiz de instrução, nos suscitam, não devemos, caro leitor, desfocar daquilo que é mais importante: durante décadas, ou mesmo séculos, gente “bem colocada na vida” pôde olhar a Casa Pia como se dum depósito de carne fresca se tratasse. Para satisfazer os apetites mais mórbidos.
Que pessoa abusada na mais tenra idade - como o foi até esse arrepiante“Bibi” - não dá adolescente prometedor, nem jovem adulto equilibrado, parece óbvio a qualquer alma de bom senso. Não é isso que está em causa. O que importa é avaliar se esses farrapos de gente que a vida rasgou contam ou não a verdade. Para que, doa a quem doer, acusação ou defesas, se faça justiça. E só então nós, caro leitor, poderemos suspirar de alívio. Ou ainda não?
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)