Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
2
17 de Fevereiro de 2009 às 00:30

Os números não mentem: desde o regresso a tempo inteiro do internacional montenegrino, a 5 Dezembro, na Amadora, o Sporting fez 13 jogos (nove vitórias, três empates, uma derrota) e marcou 26 golos, à média exacta de dois por partida. Simon participou directamente em 11 – marcou seis e fez cinco assistências. Sem Vukcevic, o Sporting marcou 22 golos nos 18 primeiros jogos (11 vitórias, dois empates, cinco derrotas), pouco mais de um por partida. No Restelo, Simon foi outra vez decisivo: marcou o golo do empate e forjou o triunfo com uma assistência excepcional para Hélder Postiga. Com apenas 23 anos e um perfil conflituoso, Simon é um estupendo jogador de futebol e foi bom para todos ter arrepiado caminho e resolvido o problema com o treinador. Para os adeptos, no entanto, fica sempre a sensação amarga do que o Sporting podia ter sido com Vukcevic desde o início.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)