Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
6
7 de Junho de 2009 às 00:30

Zawari e Bin Laden (um a seguir ao outro) acusaram Obama de odiar os muçulmanos, de ser tão criminoso como Bush e de continuar a espalhar sementes de ódio que se hão-de voltar contra os EUA. Temem ser privados dos conflitos que alimentam a campanha de ódio dos fundamentalistas e mobilizam os muçulmanos contra os ocidentais – israelo-palestiniano e estabilização do Afeganistão/Paquistão.

Do discurso de Obama, salienta-se particularmente a determinação dos EUA no processo de paz no Médio Oriente, mesmo contra o posicionamento do actual governo israelita, cuja estratégia, a não ser contrariada, poderá ser suicida para a própria existência de Israel.

Vitória do Hezbollah nas eleições de hoje no Líbano pode levar o país para nova guerra civil?: Daniel Marques, Sintra

Não é certo que isso aconteça. O que será certo é um ainda maior domínio da política libanesa pelo Hezbollah, leia-se uma maior influência da Síria e do Irão no Líbano.

Envie questões para o general Loureiro dos Santos para internacional@correiomanha.pt

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)