Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
7
20 de Julho de 2008 às 00:30

O procurador-geral nomeou uma equipa especial à qual facultou meios extraordinários, infelizmente muito discrepantes daqueles de que os processos-crime comuns dispõem. E fez-se sentir à opinião pública que o que estava em causa era a luta contra a corrupção. Ainda há julgamentos por realizar mas já está confirmada uma tremenda desproporção entre o anunciado e os resultados. Pior: entendo que o enorme alarido que se fez e faz à volta deste caso se traduz num encobrimento involuntário da verdadeira corrupção.

Recorda-me um spot antigo: num aeroporto, um polícia saboreia um chocolate enquanto, nas suas costas, à vontade, circulam os bens mais duvidosos; nisto, surge uma velhinha arrastando a sua mala e o polícia logo avança com cara de quem jura por mim ninguém passa.

Qualquer corrupto a sério neste país, dos que esbulham milhões, só pode alegrar-se quando vê Portugal inteiro apoquentado com os subidos enredos entre o Gondomar e os Dragões Sandinenses…

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)