Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Armando Esteves Pereira

Banca ganha na Euribor

A Euribor a seis meses, a taxa de mercado interbancária à qual está indexada a maioria dos créditos à habitação, desceu ontem para os 3,563%, estando no nível mais baixo desde Outubro de 2006. Face aos valores de final de Setembro, representa uma quebra na ordem dos 1,5 pontos percentuais, uma poupança considerável para as famílias.

Armando Esteves Pereira(armandoestevespereira@cmjornal.pt) 9 de Dezembro de 2008 às 00:30

Mas a descida do preço do dinheiro dos bancos para as famílias e empresas ainda não reflecte o esforço do Banco Central Europeu (BCE), que baixou na semana passada a taxa para 2,5%. Mais de 1 ponto percentual de diferença entre as taxas do Banco Central e do mercado é um exagero. É uma margem de lucro sem justificação para os bancos . Os banqueiros podem argumentar com os efeitos do caos provocado a 15 de Setembro, quando foi anunciada a falência do Lehman Brothers, mas já é tempo do regresso à normalidade.

O presidente do BCE apelou ontem, no Parlamento Europeu, aos bancos para reflectirem nos juros que cobram a descida da taxa de referência. Jean--Claude Trichet é a autoridade monetária do euro e o maior poder que tem é na fixação dos juros e na cedência de liquidez. Nos últimos meses tem sido generoso. Os patrões da Banca europeia é que têm de fazer um esforço. Até porque as empresas e famílias já são seus fiadores, enquanto contribuintes.

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)