Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
3
10 de Janeiro de 2006 às 00:00
O Benfica viveu mais uma jornada tranquila. Uma vitória fácil perante um adversário que complicou pouco e permitiu igualar o melhor registo de vitórias na Liga: cinco consecutivas. Mas mais importante do que a chegada ao segundo lugar, ‘ex-aequo’ com o Nacional, foi ver Ronald Koeman olhar, pela primeira vez, para o banco de suplentes e ter à sua disposição um leque de opções como há muito tempo não se via para os lados da Luz.
Quim, Léo, Manuel Fernandes, Robert, Manduca, Karagounis e Mantorras alinhavam-se no confortável banco. Um regalo para Koeman, que deu um final feliz à novela Moretto, colocando-o a titular, e permitiu-lhe ainda estrear Robert e Manduca. Contudo, não há fartura que dure e a verdade é que esta semana já começou com o mal-estar no balneário. Luisão e o descontente Karagounis envolveram-se numa ‘sangrenta’ troca de mimos no primeiro treino.
O holandês teve de explicar a Quim a sua opção por Moretto. E a indecisão sobre a saída de Simão pode gerar uma ‘guerra’ na sucessão. A fartura também traz dores de cabeça...
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)