Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
8
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Francisco José Viegas

Blog

Com três semanas de atraso, leio, na íntegra, a entrevista do Papa Francisco à revista ‘La Civiltà Cattolica’.

Francisco José Viegas 2 de Outubro de 2013 às 01:00

É uma interessante amostra de inteligência e razoabilidade, em que se faz o diagnóstico da igreja católica (que "está ferida") e se anuncia a terapia escolhida: "É inútil perguntar a um ferido se tem o colesterol alto. Devem curar-se as suas feridas. Depois falaremos do resto."

Trata-se do retrato conveniente: um homem amável. Anotei os seus excelentes gostos literários (Dostoiévski, Hölderlin, Manzoni) e musicais (Mozart, Bach, Wagner). Mas em matéria teológica, quase tudo se reduz à "necessidade de abertura", como se a igreja pudesse esquecer os seus princípios para se adaptar às exigências e aos gostos de um mundo cada vez mais secular e orgulhoso da sua ignorância. A fórmula usada ("abrir os braços") é boa para grandes públicos, mas temo que se torne tão sinuosa como irrelevante.

 

Valter Hugo Mãe em jornada ‘pop star’ este domingo, apresenta o seu livro, ‘A Desumanização’ – em Lisboa, no Teatro Maria Matos, entrevistado ao vivo por Pedro Vieira e Catarina H. Marques. Depois, música com Rodrigo Leão.

papa francisco entrevista dostoiévski mozart bach valter hugo mãe
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)