Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
9
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Francisco José Viegas

Blog

No CM de ontem, Francisco J. Gonçalves resumia de forma lapidar o dilema do nacionalismo catalão e da sua tentação xenófoba, a coberto do anti-castelhanismo: a busca pelo "sangue puro" da Catalunha.

Francisco José Viegas 10 de Outubro de 2013 às 02:39

O nacionalismo basco também tinha essa preocupação étnica e até racista. Há uma dimensão histórica nesse independentismo (que ameaça transformar-se em independência depois do referendo do próximo ano), mas a Catalunha moderna, contemporânea, aparentemente cosmopolita (mas que nunca prescindiu da sua identidade), cresceu em harmonia com Espanha e com a adesão europeia.

Sem essa cobertura, não passa de uma existência atrevida e provinciana, com alguns toques republicanos, onde não faltam a ingratidão, que é o pior dos males, e a pequenez, que é filha da arrogância. Que isto aconteça numa Europa sem passaportes pode bem ser um anacronismo cómico – mas que seja tão xenófoba já é preocupante.

Catalunha nacionalismo etnia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)