Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
3
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Armando Esteves Pereira

Boa nota no exame

Os resultados dos testes à robustez da Banca mostram que as grandes instituições nacionais estão de boa saúde. É uma excelente notícia, e os resultados revelam claramente que nem tudo o que é do Sul da Europa é mal gerido.

Armando Esteves Pereira(armandoestevespereira@cmjornal.pt) 24 de Julho de 2010 às 00:30

Os bancos portugueses tiveram boa nota. Pelo contrário, cinco caixas regionais espanholas chumbaram. Entre elas está a CajaSur, da Andaluzia, que provocou o mais recente tumulto nos mercados financeiros, que penalizou a Banca portuguesa por arrasto. Porque quem manda nos mercados tem dificuldades em separar Portugal do seu poderoso vizinho.

Fernando Ulrich, que quinta-feira, no seu estilo habitual, atacava o Santander, pode agora usar os dados deste teste de robustez. Quem também fica bem na fotografia deste exame europeu é o BCP. Depois da covarde campanha de rumores, os resultados deste exame europeu são o melhor desmentido que Carlos Santos Ferreira pode fazer junto do mercado. É também curioso notar que entre as notas destes testes de resistência e os ratings existe um desvio que prejudica gravemente as instituições portuguesas.

Espera-se que agora estes resultados permitam que o mercado bancário regresse à normalidade e as empresas voltem a conseguir financiamentos, porque só existe dinamismo na economia se houver crédito e confiança.

Ver comentários