Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
9
4 de Maio de 2007 às 00:00
SIM
Um encurralado tem duas opções: capitular ou combater. Carmona Rodrigues fez a sua escolha e, mesmo sendo pacífica a falta de condições para continuar à frente da câmara (o que aconselharia a suspensão de mandato), o modo como Marques Mendes o tentou varrer para debaixo do tapete justifica plenamente esta tomada de posição.
Leonardo Ralha, Editor de Sociedade
NÃO
Carmona devia pensar menos em si e mais em Lisboa. É legítimo e louvável que se preocupe em defender a sua honra ferida, mas não se compreende que o faça do alto da varanda do município. A autarquia da capital não funciona há demasiado tempo. É preciso pedir desculpa aos lisboetas e devolver-lhes a decisão em relação ao futuro.
Miguel Alexandre Ganhão, Editor Executivo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)