Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
4
16 de Janeiro de 2006 às 00:00
SIM
A dramatização do discurso é normal no calor da luta eleitoral. Cavaco mantém-se acima dos 50 por cento e Soares continua atrás de Alegre. É natural que os apoiantes de peso do candidato socialista procurem impressionar os indecisos e conquistar os abstencionistas. O efeito é duvidoso, mas faz parte jogo. Sendo certo, claro, que não haverá nenhum ‘golpe de Estado’, seja qual for o resultado.
Paulo João Santos, Grande Repórter
NÃO
Como se não bastasse o País ouvir há meses o discurso estafado dos candidatos da Esquerda que tentam fazer de Cavaco Silva um ‘papão’, faltava ver entrar em cena a artilharia pesada: ministros socialistas a fazer o mesmo. Com a agravante de proferirem declarações irresponsáveis que não só são infelizes hoje como podem tornar-se num embaraço amanhã, caso Cavaco ganhe as eleições.
Miguel Martins, Subeditor de Sociedade
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)