Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
2
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Armando Esteves Pereira

Campeões de impostos

Está confirmado. O legado de Vítor Gaspar na subida do IRS colocou Portugal no topo da carga fiscal sobre o trabalho.

Armando Esteves Pereira(armandoestevespereira@cmjornal.pt) 13 de Abril de 2014 às 00:30

Diz um relatório da OCDE sobre impostos e salários que Portugal registou no ano passado um aumento fiscal de 3,5 pontos percentuais, quando o crescimento médio dos 34 países se situou em apenas 0,2 pontos.

Um salário médio em Portugal paga 41,1% de carga fiscal, enquanto a média dos 34 países da organização que representa as economias mais desenvolvidas se situou nos 35,9%. Ou seja, em cada 10 euros de salário, 4,1 ficam na pesada máquina fiscal.

A sobretaxa de 3,5% e a mudança dos escalões foram o mecanismo para esta brutal subida de impostos, que atinge também as pensões.

impostos campeões Vìtor Gaspar IRS carga fiscal trabalho OCDE salário
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)