Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
7
9 de Outubro de 2004 às 00:00
SIM
O terramoto Marcelo mergulhou o País numa crise política profunda, tem como epicentro o próprio PSD. São cada vez mais as vozes dentro do partido a manifestar a sua estranheza e revolta com o súbito afastamento do comentador. O Executivo está sem espaço de manobra e Santana tarda em reagir. Sampaio, na linha do que prometeu – vigiar de perto a acção deste Governo –, não pode ficar de braços cruzados.
Paulo João Santos - Editor de Portugal
NÃO
O Presidente porta-se como o Octávio Machado da política – insinua problemas sem concretizar acusações. Chamou Marcelo a Belém e, supõe-se, conheceu as razões da demissão dele. Se sabe que houve censura, dissolva o Governo. Se não, poupe-o de pressões vagas. Pelo menos em nome da estabilidade do País, que tanto apregoa. Para lamentos pueris já basta o esganiçado José Castelo Branco.
Nuno G. Pereira - Editor de Sociedade
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)