Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
12 de Março de 2011 às 00:30

EURO-REJEIÇÃO

Nacionalismo económico, proteccionismo assumido e rejeição do euro, eis o programa económico da candidata M. Le Pen, que lidera (à frente de Sarkozy) as sondagens para as presidenciais francesas de 2012.

BARRIL A $150

Se a Líbia deixou inquieto o mercado, a manipulação xiita na Arábia Saudita ameaça levá-lo ao paroxismo. Nos corredores do negócio, o número de que se fala é já 150 dólares. Isto, claro, se o Golfo Pérsico não se incendiar e se mantiver navegável.

ARMAS À SOLTA

O saque descontrolado dos arsenais de Kadhafi provoca calafrios nos meios do contra-terrorismo, que ignoram o paradeiro de imensas quantidades de armas, incluindo arsenais químicos e "sistemas portáteis de defesa aérea"... O mercado negro tem "material" para vários anos.

COISAS DE CRISES

O instinto de sobrevivência torna, nas crises, a moral mais "plástica" e perdoa mais facilmente os crimes frios do que os erros quentes. A emoção torna--se a infiel conselheira e a hipercompetição não perdoa a falta de "inteligência competitiva". Pelo que só quem a tiver (Estados ou empresas) sobreviverá.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)