Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
2
13 de Outubro de 2006 às 00:00
Apesar da inadequação das ferramentas existentes, ainda é possível realizar melhorias dramáticas na saúde dos países em desenvolvimento, alargando simplesmente o acesso aos actuais programas de controlo da tuberculose. Ao mesmo tempo, grandes avanços na prevenção, diagnóstico e tratamento estão no horizonte.
Tendo isto em conta, temos muita esperança de que os médicos, cientistas e decisores a nível mundial se tenham unido em apoio ao Plano Global para Acabar com a Tuberculose – um guia claro e detalhado para parar a onda da doença. Com financiamento, empenho e uma vontade comum podemos fazer da epidemia global de tuberculose uma coisa do passado.
Ver comentários