Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
4
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Eduardo Dâmaso

Combate à pedofilia

Uma equipa de trabalho coordenada por Maria José Morgado e pelo coordenador superior da PJ Carlos Farinha desenvolveu um vasto trabalho de rastreio sobre as necessidades e estratégias de combate à pedofilia.

Eduardo Dâmaso(eduardodamaso@sabado.cofina.pt) 31 de Março de 2008 às 00:30

O trabalho desta equipa especial – que integra magistrados e elementos da PJ com diversas especializações – já foi discutido com o procurador-geral da República e as respectivas recomendações vão obrigar a algum tipo de opções – quer no plano da organização judicial quer da decisão política.

Pelo que é conhecido do trabalho, há já uma coisa que é relevante: esta foi uma das raras vezes que, em Portugal, se desenvolveu com cabeça, tronco e membros, em tempo útil, algo que pode vir a ter uma grande importância na definição de uma política de prevenção e investigação criminal no ataque a um problema tão sério quanto a pedofilia. O trabalho está circunscrito à área geográfica do De-partamento de Investigação e Acção Penal de Lisboa, mas seria bom que quer o conteúdo quer a metodologia adoptada fizessem escol para o País. Já agora, seria bom que alguém começasse a olhar pa-ra o modelo de trabalho que o DIAP de Lisboa tem vindo a desenvolver com as polícias, assente numa lógica de maior proximidade quer ao nível das rotinas quer da definição de estratégias. Magistrados e polícias trabalham cada vez mais perto e não de costas voltadas. Talvez assim os resultados possam ir aparecendo e não seguindo caminhos contrários, cheios de espinhos e de inúteis tricas de capelinhas.

Ver comentários