Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
2
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Carlos Garcia

Comparar sem sentido

Os jornalistas (e os polícias) têm de confirmar a exactidão da informação recolhida, sob pena de descredibilização do produto do seu trabalho.

Carlos Garcia 14 de Outubro de 2012 às 01:00

Pesquise-se devidamente ou interpele-se as várias entidades afectadas, para que o produto não pareça um favor jornalístico a uma delas. O DN (1Out12) comparou salários dos agentes, inspectores da PJ e SEF, com 10 anos de serviço, atribuindo o salário bruto de 2516 € ao inspector da PJ. Em vez de informar envenenou os leitores com uma comparação incomparável e um dado falso.

Em vez de elucidar, manipulou e mentiu ao povão, como fazem os governos. As carreiras da FP estão classificadas por graus de complexidade funcional (GCF). Ora, os agentes e chefes da PSP são de grau 2 e os inspectores da PJ e SEF de grau 3, desde logo, porque os requisitos de ingresso (licenciatura), de formação e estágio (formação de nível superior e duração) são muito mais exigentes nos dois últimos casos. Quanto a comparar, comparem inspectores da PJ e SEF com comissários da PSP, que têm idêntico GCF. Quanto a salários da próxima vez é melhor perguntarem a gente séria.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)