Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
9
24 de Abril de 2007 às 00:00
Em relação à erotização dos corpos – sejam masculinos ou femininos – nada tenho a opor. Os corpos são mesmo objecto de desejo. E ainda bem. Lamento, aliás, o discurso rançoso de algumas feministas que insistem que a liberdade da mulher deve ser restringida por normas que ditem quanto é que podem mostrar em público. Que pretendem decretar até onde pode ir a autodeterminação das mulheres.
Mas as mulheres devem poder andar todas tapadas – com burkas, por exemplo – ou destapadas, como nos anúncios. E os homens também. Entre a erotização do corpo (como na referida publicidade e nos espectáculos de casino) e a sua associação a estereótipos de género (como as mulheres bonitas são burras, que é o caso do ‘A Bela e o Mestre’) há uma grande diferença. Toda a diferença.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)