Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
7
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Paulo Rodrigues

Cortes

Foi noticiada a redução de cargos de chefia na PSP, medida com a qual a ASPP/PSP concorda, unicamente, porque vai ao encontro da realidade e das necessidades da instituição, sem colocar em causa o seu funcionamento nem os direitos dos profissionais

Paulo Rodrigues 7 de Julho de 2012 às 01:00

Deixamos bem claro que a ASPP/PSP não concorda com qualquer tipo de cortes que ponham em causa direitos de polícias, já que em matéria de redução de direitos estes são já especialistas. Para cortar na PSP tudo serve, até o incumprimento da lei, denunciado e ao qual os tribunais demoram a dar resposta.

Mas foi sem dúvida importante a decisão do Tribunal Constitucional sobre os subsídios de férias e Natal. Ainda assim, mais importante seria que ficasse claro no documento que não haverá cortes para quaisquer trabalhadores. Mais: seria importante perceber qual o motivo de a Constituição da República não se aplicar já em 2012 da mesma forma que se aplicará em 2013 e 2014. O argumento da suposta ajuda externa não colhe, uma vez que esta ajuda manter-se-á também até 2014. Esperamos que esta decisão não sirva de pretexto político para cortar ainda mais. Se assim for, da nossa parte contarão com o firme combate.

Correio da Segurança Paulo rodrigues
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)