Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
3
14 de Fevereiro de 2009 às 00:30

Sem desprimor pelos verdadeiros ministros da Propaganda que a história nos legou, temos por cá um aprendiz de feiticeiro, dito de Assuntos Parlamentares, atacando à esquerda e à direita. Disse o senhor que um ex-coordenador de investigação criminal, ao se mostrar disponível como candidato a uma autarquia, feudo do partido que nos governa, pretende rasurar os erros e incompetência que neste momento se avaliam em tribunal. Tal propagandista, ideólogo, idiota ou pigmeu (homem pequeno e de pouco mérito), pode saber, pela sua experiência, como se passa de um banco privado para ministro, sem período de nojo, mas nada sabe de investigação criminal.

Desconhecendo o trabalho dos investigadores, conclui-se que tais erros e incompetências são referências ao seu ministro da Justiça, o qual, cedendo às pressões britânicas, permitiu o fim prematuro de uma investigação criminal e a realização da Justiça, relativamente à morte de uma criança de quatro anos.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)