Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
2
16 de Julho de 2011 às 00:30

SIM

Mais do que um insulto, as declarações são um convite a mais ataques terroristas das agências de rating. Dá como mau exemplo um país que quer e vai honrar as suas dívidas e esquece o calote monstruoso que tem em casa.

Rogério Chambel, Editor de Correio do Leitor

NÃO

Obama limitou-se a ecoar o habitual discurso comparativo para explicar realidades bem diferentes: os EUA não precisam de ajuda externa, apenas de um compromisso político duro para aumentar o tecto da dívida.

Lurdes Mestre, Editora de Mundo

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)