Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
5
19 de Dezembro de 2003 às 00:00
SIM
Não tem a criatividade de Rui Costa, nem a arte e o engenho de Luís Figo, mas Hugo Viana, produto das escolas ‘leoninas’, já revelou capacidade para ser o maestro de uma equipa com ambições, como é o caso do Sporting. Tanto mais que o conjunto de Alvalade vai ficar privado, durante algumas semanas, do seu melhor jogador, o brasileiro Rochemback. A garra e a qualidade do jovem internacional, nomeadamente no capítulo ofensivo, poderão dar ao onze de Fernando Santos a força e a magia que lhe tem faltado.
Paulo João Santos - Editor de Sociedade
NÃO
O futebol do Sporting não se alarga por falta de flanqueadores. Hugo Viana é um óptimo jogador mas será mais um a querer jogar no meio. Com uma boa prospecção de mercado, ninguém tenha dúvidas de que o Sporting supriria a carência que sente desde que entraram os milhões da saudade de Ronaldo e Quaresma. Hugo Viana define-se pela visão de jogo, distribuição de bola e imposição de ritmos variados à equipa. Mas a visão de Viana de nada serve se não tiver quem entre em explosão pelos flancos.
Octávio Ribeiro - Subdirector
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)