Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
8 de Setembro de 2010 às 00:30

Foi sempre assim no processo Casa Pia. Começou com a acusação, passou pelas prisões preventivas e, no final de um julgamento de cinco anos e dez meses, acabou na sentença de 3 de Setembro. A saga continua com os 50 anos de cadeia aplicados a seis arguidos. Agora são as trevas, as penas pesadas, os tenebrosos erros judiciais, as fúrias justiceiras, as denúncias, as vinganças terríveis e, claro, as sempre necessárias lágrimas de circunstância. Percebe-se porquê. O reino da pedofilia perdeu um depósito de crianças, levou um valente abanão e foi apanhado literalmente com as calças na mão.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)