Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
3
3 de Maio de 2005 às 00:00
Maurício Pinilla marcou mais golos num jogo só do que em todos os outros que tinha feito na SuperLiga. E o seu ‘hat-trick’ decidiu um jogo difícil e equilibrado até essa meia-hora final em que o chileno apareceu em todo o seu esplendor.
Vão longe os tempos em que ‘Pinigol’ era ‘Falhigol’, tantas as oportunidades que desperdiçava.Anteontem foi cada tiro cada golo, num jogo em que José Peseiro provou algo importante: a certa altura da época, se o trabalho anterior é bem feito, a diferença de jogadores não corresponde a diferença de produção – pelo contrário, por vezes é até melhor responsabilizar os que têm jogado menos. O ‘Sporting B’ foi, assim, capaz de golear em Braga, onde nenhum dos outros candidatos ao título tinha sequer ganho. Sinal, também, de que o Sporting acabou por gerir bem as expectativas ao longo da época, nunca se assumindo de peito aberto como principal candidato ao título, deixando essas despesas para outros.
Inegável é que esta vitória e esta subida de produção de Pinilla – não esquecer o belo golo ao AZ 67 – colocam o Sporting com mais alma na rota do título e da Taça UEFA.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)