Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
7
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Magalhães e Silva

De novo o mapa

Marques Mendes, que é um homem de bem, por quem tenho estima e consideração, sem o acompanhar nas convicções políticas, fez, em recente rubrica televisiva, um acalorado comentário sobre a extinção de tribunais, em que contrapunha ao argumento da sua manutenção, por constituírem factores de desenvolvimento e fixação das populações, o facto de grande parte dos tribunais a extinguir se situar em localidades que, apesar da existência de tribunal, não pararam a sua progressiva decadência e desertificação.

Magalhães e Silva 24 de Junho de 2012 às 01:00

Ora, se há matéria que o Governo tem de explicar, é exactamente esta. E pode ter por certo que, a seguir a linha de argumentação de Marques Mendes, não vai mal, vai péssimo.

Antes de mais porque não foge à resposta de que, não fora a existência de tribunal, e ainda seria pior. Depois, porque a coesão nacional para que todos tenham mínimos, seja em que parte for do País, tem de ter em conta as acessibilidades, e não pode esgotar-se na lógica de custo/benefício económico, que é o fio condutor da anunciada reforma do mapa judiciário.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)