Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

César Nogueira

Decisão imponderada

O Comando da Guarda emitiu um despacho em que proíbe as associações profissionais de visitar locais de serviço. Não se conhece decisão semelhante que tenha pendido sobre qualquer organização representativa de uma classe profissional.

César Nogueira 17 de Março de 2013 às 01:00

Adjetivar tal decisão de imponderada e inconstitucional será pouco para descrever o alcance do seu conteúdo.

Na Europa entendem os Governos que as organizações representativas são parceiros insubstituíveis que trazem para a mesa da discussão o sentimento real do efetivo e são o elo de ligação àqueles que constituem a ‘alma’ das instituições de polícia.

A legislação vigente é ainda muito tímida no que respeita a direitos de organização coletiva, mas estamos a falar de estruturas legalmente constituídas, que nunca se arrogaram no direito de ingerir na vida da Instituição, sendo que o contrário já não é verdade.

É neste momento complexo e difícil que mais se justifica recusar um associativismo meramente figurativo – continuaremos a dar corpo aos nossos direitos e à defesa da nossa dignidade profissional, cada vez mais ameaçada.

comando gnr guarda polícia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)