Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
4
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Armando Esteves Pereira

Deslizes de autoridade

A semana acabou com as caves do Banco de Portugal inundadas por causa do temporal.

Armando Esteves Pereira(armandoestevespereira@cmjornal.pt) 10 de Outubro de 2010 às 00:30

Mas ao longo da semana o novo governador da instituição fartou-se de meter água. Tudo começou segunda--feira com o sucessor de Constâncio a pedir uma entidade independente para controlar as contas públicas. Num País que tem o INE, o Tribunal de Contas, a unidade técnica de apoio orçamental na Assembleia da República e o próprio Banco de Portugal, a ideia apresentada por Carlos Costa pareceu peregrina.

Depois no relatório de Outono divulgado quinta-feira, o banco teve de emitir um comunicado com esclarecimento adicional, onde explicava que a necessidade de mais medidas de austeridade não correspondia à verdade, porque o que escreveu na página 56 do relatório, só podia ser interpretado correctamente depois de ler a página 115!

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)