Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
9
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

César Nogueira

Direito à dignidade

A greve geral foi o acontecimento da semana. Muitos foram os profissionais da GNR que, em serviço, se cruzaram com os piquetes de greve. E a maioria conhece, sente e partilha da indignação materializada pelos trabalhadores portugueses no dia 24 de Novembro.

César Nogueira 27 de Novembro de 2011 às 01:00

Hoje como nunca, também os mais legítimos direitos dos profissionais estão ameaçados. Conhecemos já os cortes nos salários e no subsídio de Natal, o congelamento de carreiras e o degradar das condições de serviço até ao limite do incomportável, tudo em nome da crise. Agora, não se espere que certas pretensões que se querem fazer vigorar em 2012, como a supressão dos subsídios de Natal e de férias, a destruição do subsistema de saúde, a manutenção das injustiças remuneratórias e a ausência de promoções, caiam no conformismo. A resposta da APG e dos profissionais será sempre o protesto activo, determinado e persistente – não abriremos mão daquilo que nos pertence, da nossa dignidade enquanto profissionais e cidadãos. Fique aqui essa certeza. Também nós queremos um futuro melhor.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)