Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
1
31 de Dezembro de 2005 às 00:00
SIM
Quem tanto condena a adopção por casais homossexuais, com o velho argumento da “influência negativa” no crescimento da criança, esquece o outro lado desta moeda: os miúdos institucionalizados que anseiam por figuras paternais, a léguas de discussões abstractas de “papá e mamã ou papá e papá?”. O problema é outro: saber se o casal tem amor para dar. E aí os gays não são diferentes.
Nuno G. Pereira, Editor de Sociedade
NÃO
Os casais homossexuais têm todos os direitos – e não seja lá por isso, pela orientação sexual, que o Estado os discrimine, por exemplo, no reconhecimento legal do casamento. Mas as crianças também têm direitos – entre eles, o de crescerem numa família parental. O direito das crianças a uma família com pai e mãe sobrepõe-se ao dos homossexuais à adopção. Assim manda o bom senso.
Manuel Catarino, Editor de Portugal
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)