Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
5
23 de Agosto de 2009 às 00:30

As negociações com os taliban que se comprometam a cortar relações com a Al-Qaeda e jihadistas seus aliados, para estabilizar o Afeganistão, podem acentuar esta tendência, já que exigirão a reposição dos costumes religiosos que caracterizavam o seu regime. Só a alteração drástica da relação de forças no terreno a favor dos americanos e da NATO evitaria esse caminho. Não parece que as forças internacionais previstas sejam suficientes para o fazer. O secretário-geral da NATO fala em 400 000 efectivos (150 000 estrangeiros e 250 000 afegãos?), o dobro dos actuais.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)