Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
5
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Armando Esteves Pereira

Dominó trágico

Os juros da dívida pública grega a dois anos já passaram a pornográfica marca de 25% ao ano e arrastaram os títulos portugueses para valores a rondar os 12%. Os mercados já contam com a forte possibilidade de a Grécia não conseguir pagar toda a dívida. <br/><br/>

Armando Esteves Pereira(armandoestevespereira@cmjornal.pt) 28 de Abril de 2011 às 00:30

Um ano após a aterragem do FMI em Atenas, a situação dificilmente poderia ser pior. As receitas dolorosas acentuaram a recessão, e o endividamento chegou a limites insustentáveis, que tornam provável o ‘perdão’ forçado de parte do crédito.

Se isso acontecer, a Europa assistirá a outro dominó trágico, podendo novamente afectar Portugal, que também não pode pagar por muito tempo os juros usurários que agora o mercado exige. Mas, se a UE deixa a Grécia e Portugal sozinhos à mercê da gula dos mercados, a Europa e o euro arriscam-se a ser as maiores presas.

Ver comentários