Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
8
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Magalhães e Silva

Eleições na OA-II

Em 2007, os advogados confrontavam-se com cinco grandes questões: 1. A proletarização: 45% tinham rendimentos inferiores a 1000 euros, 20% a 500. Tudo fruto de um crescimento desordenado de licenciados em Direito, vindos de universidades feitas tendinhas de produção de diplomas.

Magalhães e Silva 28 de Novembro de 2010 às 00:30

2. Daí a impossibilidade de haver patronos condignos para os estagiários. E veio a formação da Ordem que, a par de alguma dedicação, serviu de pasto a várias clientelas. De fora, ficou a qualidade.

3. A desjudicialização e o simplex tinham desapossado os advogados de muito do seu trabalho. Com grave prejuízo para os cidadãos, que perderam o acompanhamento profissional nos chamados meios alternativos de resolução de conflitos e nos actos de disposição e partilha de bens.

4. As relações entre juízes e advogados comportavam amiúde grande tensão, com graves prepotências de alguns magistrados.

5. A organização judiciária, a justiça fiscal, a agilização do processo civil e penal, incluindo a acção executiva, e a adopção de tecnologias simples exigiam uma verdadeira fronda a empreender pela OA.

Em vez disso, de 2008 a 2010, só tivemos arruaça. E nos próximos três anos?

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)