Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
5
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Carlos Garcia

Entregas controladas

A PJ tem apreendido elevadas quantidades de droga, detendo muitos traficantes e desarticulando organizações de tráfico de droga transnacionais.

Carlos Garcia 11 de Agosto de 2013 às 01:00

Questionava esta semana Manuel Catarino, redator principal deste jornal, a opção de se apreender droga que se destina a outros mercados. Fique esclarecido o seguinte: quando droga entra em território nacional em trânsito para outro país, a primeira opção da PJ é sempre a da ‘entrega controlada' em articulação com as polícias do país destino, para responsabilizar criminalmente o maior número de traficantes envolvidos. Só por razões ‘técnicas' incontornáveis é que a PJ apreende droga em trânsito para outro país.

Assim procede no caso dos ‘correios' em trânsito nos aeroportos. Nem todos colaboram nesta estratégia. A Alfândega, por exemplo, parece estar mais preocupada com os ‘números' mediáticos das suas apreensões, do que numa estratégia transnacional integrada de combate ao tráfico de droga, mesmo que isso signifique concorrer para o prejuízo das investigações das nossas congéneres policiais e da própria PJ e com enormes custos para o país.

pj droga entregas mercado
Ver comentários