Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
4
29 de Novembro de 2005 às 00:00
O Porto ganhou em Barcelos e passou a liderar, empatado com o Nacional. Foi mais um triunfo sofrido e novamente com sotaque argentino: Lucho marcou a abrir (1’) e Lisandro, em cima da linha, evitou o empate nos minutos finais (86’). McCarthy viu o jogo do banco..
Confirma-se o nivelamento: com mais de um terço do campeonato percorrido, os cinco primeiros estão separados por quatro pontos. Ninguém descola, ninguém mostra futebol – e credenciais – de “campeão”, não há uma equipa nitidamente favorita. A prova está equilibrada (por baixo) e é provável que se repita a entusiasmante recta final da época passada. Para já, a diferença mais relevante é que um dos três grandes está a atrasar-se: o Benfica, campeão em título, segue num triste 6.º lugar a oito pontos do líder e dá sucessivas mostras de fraqueza. É verdade que a equipa tem jogado desfalcada e até pode queixar-se de uma ou outra arbitragem, mas isso faz parte do jogo, toca a todos.
O que Koeman não consegue disfarçar é a falta que Simão faz, e quando um treinador depende tanto de um só jogador para conseguir resultados é muito mau sinal – para ele e para a equipa. Paulo Bento, pelo contrário, tem vindo a marcar pontos, discretamente, paulatinamente, coerentemente: desta vez prescindiu de Liedson [por razões muito estimáveis], e com essa prova de firmeza é capaz de ter ganho junto dos adeptos sportinguistas a autoridade que os benfiquistas e os portistas não conseguem reconhecer aos respectivos treinadores. O Sporting recupera a olhos vistos e segue-se o jogo no Dragão. Com ou sem Liedson? Promete.
Dos três não grandes metidos em altas-cavalarias, o Setúbal merece um aplauso especial: apesar dos ordenados em atraso devidos, a quê?, à gestão incompetente da SAD; apesar da pública e notória falta de vergonha de Chumbita Nunes, a equipa bate-se como se tivesse as contas em dia e até apresenta a melhor defesa da Europa (três golos!!!). Não acreditava muito nas hipóteses dele, segue o ‘mea culpa’ – Luís Norton de Matos tem feito um grande trabalho em Setúbal: mostra competência, liderança e bom senso numa situação delicadíssima. No fundo, está a dar razão a José Mourinho (este nunca se engana): temos homem.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)