Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
1 de Maio de 2005 às 00:00
Alexandra é burocrata e explicadinha, mas, perante a carga da fotógrafa, ganha por comparação. E a irritação que uma sente pela outra acaba por crispar-nos. O que vale é que Arlinda a dissipa com exercício físico e quem ganha é Gonçalo da Câmara Pereira, cuja linha recupera a olhos vistos.
O namoro de Miguel a Rute arrasta-se, sem sobressaltos, e a encenação de Gonçalo Diniz, espalhafatosa mas transparente, começa, pouco a pouco, a cansar-nos.
Risos só de vez em quando, com uma ou outra tirada de Miguel, mais divertida: “O verdadeiro espantalho é aquele que se espanta com os pássaros, que tomba de espanto!”
Ver comentários