Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
7
1 de Agosto de 2007 às 00:00
Embora Rio e Jardim sejam políticos muito diferentes, as razões que motivam este aplauso são semelhantes: ambos preferem um líder fraco no PSD. Jardim, porque quanto mais débil (fora da Madeira) estiver o seu partido maior valor de mercado alcançará.
Rio porque é um dos instigadores da esdrúxula tese que sentenciou a desistência na disputa do poder ao PS de José Sócrates nas Legislativas de 2009. Por isso, os ‘notáveis’ do PSD - cavaquistas, barrosistas e outros ‘istas’ sem suserano directo - decidiram que só vale a pena lutar pela liderança laranja depois de 2009. Para perder com Sócrates, acreditam, Marques Mendes é perfeito - é a isso que chamam ‘estabilidade’.
Ver comentários