Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
5
23 de Setembro de 2011 às 01:00

Jardim é como uma criança malcriada a quem os pais nunca puseram limites e que faz só o que quer. Não era segredo que gastava mais do que devia. O Tribunal de Contas várias vezes fez o aviso, desde 2006. É já do tempo de Cavaco, em 1990, que Jardim esconde dívidas. Tudo isto era público, mas deixou-se Jardim continuar. Ouvir agora este coro de vestais indignadas que assistiram e foram coniventes com a situação é que seria surpreendente se não fosse isto uma característica nacional. Seguro exige reparações e castigos para Jardim, quando nunca se lhe ouviu uma palavra sobre o caos e a ruína que foi a governação do seu antecessor socialista. Esquece os 3 mil milhões de dívida e os 450 milhões de défice do SNS...

Em 2007, o ministro da Saúde, Correia de Campos, encomendou um estudo sobre a sustentabilidade da Saúde. Concluiu-se que se devia fazer grandes alterações ou o SNS deixava de ter dinheiro. O ministro afirmou que estava tudo bem. O dinheiro acabou. As PPP vão custar 59,6 mil milhões. O Tribunal de Contas está há meses para fazer sair um relatório sobre as Scut.

Contratos sobre as novas portagens que foram renegociados pelo anterior governo sem o visto do TC e que fizeram com que estradas de 178 milhões passassem a custar 10.290 milhões (ao contribuinte). Ganham com isto a Mota-Engil, o Grupo Espírito Santo e a Brisa, as concessionárias que, como sempre, não correm qualquer risco neste tipo de negócio.

Multiplicam-se casos co-mo estes, de gestão conscientemente ruinosa para o País, mas até hoje o PGR assobiou para o lado. Ao isolar Jardim, com um inquérito à Madeira, Pinto Monteiro está, mais uma vez, a fazer escolhas políticas, sabendo, para mais, que as omissões não são criminalizadas. Não houvesse eleições regionais e não veríamos os bondosos apelos do PCP ou do BE para se olhar pelo povo madeirense. O mesmo povo que elege Jardim há 35 anos com maioria absoluta. Sócrates foi eleito duas vezes, até a vidinha ter deixado de ser fácil para o povo. É assim em Portugal. Deixa-se andar, até à beira do abismo. Depois... a culpa é dos gregos.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)