Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
2
11 de Agosto de 2009 às 00:30

Há aspectos nesta historieta que não têm sido tratados. Estes e outros cargos (como a magistratura) podem ser ocupados por pessoas que vão emprestar a sua particular visão do Mundo a decisões públicas, moldando a vida de quem está muito longe de disso suspeitar.

Conheço pareceres da CNEVC que só traduzem a visão existencial dos seus membros. Seria importante saber se quem é nomeado para esse tipo de funções pertence a alguma seita com intuitos de influenciar a sociedade, como a Opus Dei ou a Maçonaria.

O Estado não deve ser usado pelas seitas como um meio de estas atingirem os seus próprios fins.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)