Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
5 de Julho de 2011 às 00:30

Mas também é verdade que se deve ter ética social na austeridade. E esse princípio está bem presente num conjunto de medidas apresentadas no programa de Governo. Destaco a majoração do subsídio de desemprego para casais desempregados, a criação de um cartão solidário para as pessoas mais desfavorecidas, a actualização das pensões mínimas e rurais e a possibilidade dos contratos a termo, que esgotaram o número de renovações, poderem ser prorrogados por mais 12 meses. Estes são bons exemplos da ética social que é preciso ter neste momento. No entanto, não deixa de ser curioso, o facto de ninguém falar nestas medidas. Será algum complexo? Eu acho que é arrependimento.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)