Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
1
15 de Maio de 2004 às 00:00
SIM
Em 2003 o número de pessoas reformadas no Mundo ultrapassou aquelas que se encontram a trabalhar. É um sinal significativo da necessidade de um rejuvenescimento de gerações, que só pode acontecer com um aumento da natalidade. Ao Estado cabe fomentar essa renovação e a política fiscal é um dos instrumentos que tem à sua disposição para o fazer.
Miguel Alexandre Ganhão, Editor de Economia
NÃO
Portugal precisa de bebés e o Governo é responsável pelo afrodisíaco. Benefícios fiscais são pouco estimulantes. Apoio social é o caminho e traduz-se em factos: abono de família digno desse nome, material escolar gratuito e bolsas de estudo para o ensino superior são alguns exemplos. O resto passa pela imaginação, que ainda é a melhor maneira de fazer bebés.
Nuno G. Pereira, Editor de Sociedade
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)