Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
4
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Eduardo Dâmaso

Fenómeno Ronaldo

Um jornal apanhou Messi a gozar um dia de praia no Rio de Janeiro. O craque estava acompanhado da namorada, numa imagem perfeita de um casal vulgar, ele com bronze de camionista, ela a ler um jornal, num quadro domingueiro de praia urbana. Havia paparazzi por perto, mas nenhum frenesim de seguranças.

Eduardo Dâmaso(eduardodamaso@sabado.cofina.pt) 15 de Julho de 2010 às 00:30

Messi fora dos campos é um rapaz prosaico, de poucas campanhas de publicidade, de nenhuma vida mundana, sem amores furtivos em iates ou com socialites espampanantes. Ronaldo é o contrário de tudo isso. É jovem e rico como Messi mas um homem do mundo. Do mundo fashion, que na força da sua juventude sempre procurou, com todo o direito, em cada minuto de liberdade. Por isso, trocou a cinzenta Manchester pela luminosa Madrid. Juventude, elegância, dinheiro, extravagância, talento, tudo em doses generosas, fizeram de Ronaldo um fenómeno público e global, uma marca que há muito ultrapassa o menino que ainda há em si. Por isso, não pode cuspir para as câmaras nem achar que anuncia ao mundo ter sido pai e que este se fecha em copas no respeito pela sua intimidade. Ronaldo pode sentir-se irritado, mas há muito que a personagem pública que criou manda na pessoa que ele é. E a intimidade dessa personagem é hoje uma coisa cada vez menos protegida pela lei. Alguém deveria explicar-lhe isso para evitar figuras que a todos entristecem.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)