Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
5
9 de Janeiro de 2008 às 00:00
O programa correu-lhe mal. Começou por se escudar nos estudos técnicos, mas foi desmascarado – afinal, vários dos encerramentos estão a contrariar esses pareceres. A decisão “é política”, acabou o infeliz ministro por reconhecer.
Os estudos servem para legitimar – ou melhor, branquear – medidas ultracentralistas fundadas na única preocupação que se consegue perceber: poupar uns tostões! Claro que os cortes nunca poderiam ser feitos onde o dinheiro a sério é realmente gasto – nos muitos gabinetes inúteis e em contratos leoninos com a indústria farmacêutica.
Não, este aforro de faz-de-conta atinge sobretudo o Interior. Só me pergunto, por que é que ainda há gente que teima em lá sobreviver.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)