Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
5
3 de Junho de 2003 às 00:00
SIM
Para quê tantos clubes (supostamente) profissionais (36) quando as obrigações mais básicas como os salários estão sistematicamente por cumprir? Menos equipas nas duas principais ligas significaria maior equilíbrio desportivo, com o consequente aumento de espectadores nos jogos (a média anda pelos sete mil). Além disso, com menos clubes nos campeonatos, a verba a repartir por cada um deles será maior o que, naturalmente, ajuda a combater a tão temida crise financeira do desporto-rei.
Pedro Sequeira - Editor de Desporto
NÃO
Uma redução do número de clubes de futebol profissional, afastava ainda mais as cidades do Interior do acesso ao espectáculo mais popular do País. Recorde-se que para muitas cidades e vilas, o futebol ainda é o principal motivo de orgulho da comunidade. O problema não é o número de clubes, mas a gestão do futebol profissional. O que tem de acontecer é provavelmente uma redução dos orçamentos e a Liga obrigar os participantes a honrar os seus compromissos financeiros..
Armando Esteves Pereira - Editor Executivo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)