Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
6
13 de Setembro de 2005 às 00:00
Ronald Koeman voltou a arriscar em Alvalade e, mais uma vez, acabou o jogo com uma derrota.
O treinador holandês está a ser pouco hábil. No dérbi de Alvalade insistiu num esquema táctivo com cinco defesas, apenas dois médios e três avançados. É provável que o Koeman esperasse ver os laterais mais à frente e Karagounis nas costas de Miccoli, mas a realidade foi outra, e cruel.
O Benfica da primeira parte foi medíocre, sem ambição e acabou traído por outro golo de canto. Fica a sensação de que este esquema tem gente a mais a defender, além de possuir o enorme defeito de não permitir encaixar no onze alguns dos jogadores mais talentosos do plantel: Nuno Assis, Karyaka e, pasme-se, Nuno Gomes.
Não parece que Ronald Koeman esteja a tentar melhorar o que o técnico italiano Giovanni Trapattoni construiu no ano passado, tornando o Benfica mais audaz e próximo de um futebol que encante os adeptos. Pelo contrário, a equipa de Alvalade foi pensada para não perder e isso é incompreensível no campeão nacional.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)